6 dicas para seu primeiro passeio com a coleira Martingale

 

Então o dia finalmente chegou, sua coleira Martingale foi entregue pelos Correios e você não vê a hora de testar no seu cachorro a primeira vez.

 

Eu sei o que você vai fazer. Você vai tirar a Martingale da caixa e jogar fora o guia ilustrado que enviamos junto com ela. Afinal de contas você já está pronto para o passeio.

 

Mas você não vai fazer isso, certo?

 

O guia ilustrado que enviamos na caixinha contém o passo a passo para você acertar a regulagem no pescoço do seu cachorro. E sem isso o sistema anti fuga da Martingale simplesmente não vai funcionar.

 

Se esse guia parecer muito complicado pra você, consulte a versão dele em vídeo apertando aqui.

 

Agora que a Martingale está bem regulada a gente pode conversar sobre as 6 coisas que vão garantir o sucesso no seu primeiro passeio.

 

1. Use uma guia adequada

 

A coleira Martingale funciona sob demanda, e o sistema anti fuga dela é acionado quando seu cachorro puxa para um lado, e a guia para outro.

 

Esse movimento de tração é importante, e ele será prejudicado se você usar uma guia longa demais, como uma guia retrátil.

 

2. Escolha bem o local

 

Encontrar um local tranquilo para seu primeiro passeio é importante. Com menos distrações seu cachorro estará mais focado e suas chances de sucesso aumentam.

 

Eu recomendo uma rua mais calma, ou um horário com pouco movimento. Basicamente um lugar onde seu cão tenha menos distrações e fique menos ansioso.

 

A ansiedade é sua principal inimiga no passeio, um cachorro ansioso perde o foco facilmente e tem dificuldades para aprender.

 

3. Dê atenção total

 

Se o seu cachorro puxa muito e você quer resolver esse problema, passear com 2 ou 3 cães ao mesmo tempo não é uma boa ideia. Pelo menos no começo. Nas primeiras semanas, faça um esforço para passear sozinho com seu cão.

 

Aproveite esse tempo para identificar os estímulos que despertam nele uma ansiedade acima do normal. Se você conhece esses estímulos, pode evitá-los ou se antecipar sempre que um deles aparecer.

 

Você tem 3 cães em casa e só tem tempo para passear com eles uma vez ao dia? Nesse caso eu aconselho que você saia apenas com um deles por vez, em dias alternados. Somente nas primeiras semanas.

 

4. Aproveite a inteligência da Martingale

 

A Martingale fica mais folgada que uma coleira comum quando seu cachorro passeia sem puxar. A ideia é que ele reconheça isso como um estímulo para caminhar ao seu lado. Por isso jamais tensione a guia quando ele estiver se comportando bem.

 

Não se preocupe, em uma emergência a Martingale reage automaticamente reduzindo o diâmetro e impedindo a fuga do seu cão. Esse mesmo sistema permite que você redirecione a atenção do seu cachorro sempre que notar um estímulo durante o passeio.

 

5. Mantenha a calma e seja confiante

 

Você acabou de iniciar o primeiro passeio, então muita coisa deve estar passando pela sua cabeça.

 

A primeira coisa que você precisa lembrar é de manter a calma. Seu cachorro percebe quando algo está errado e você não quer que ele note em você nenhum tipo de insegurança.

 

Posicione seu cachorro ao lado, mantenha a guia relaxada e inicie os primeiros passos em ritmo moderado.

 

No passeio, quanto mais rápido você anda, menor as chances do seu cão se distrair. Se você anda devagar, mais chances ele tem de baixar a cabeça, cheirar alguma coisa e esquecer de você.

 

Então no início eu recomendo que você evite ritmos lentos ou paradas em excesso. É importante ir com calmo no começo, e entender que nem sempre as coisas saem exatamente como você deseja.

 

Tudo isso faz parte de um novo aprendizado para vocês dois, então não se deixe desestimular.

 

6. Se antecipe antes que seja tarde

 

No passeio é normal que alguns estímulos distraiam seu cachorro e aumentem a ansiedade dele. Pode ser um cão do outro lado da rua, uma moto passando ou uma criança de patins.

 

Você precisa reconhecer esses estímulos e usar a Martingale para redirecionar a atenção do seu cão nesses momentos. Experimente usar a Martingale dando leves toques na direção contrária ao estímulo em questão, como na imagem abaixo.

 

 

Mas não adianta fazer isso depois que seu cão percebe algo e perde a calma. Se isso acontecer, a adrenalina dele já estará alta e as chances dele atender aos seus comandos serão mínimas.

 

O segredo é saber se antecipar antes que seja tarde. Não é preciso usar a força, nem gritar com seu cão. Jamais faça algo que aumente a ansiedade dele. Seja inteligente e estratégico.

 

Você também pode treinar seu cão em casa para responder a esses toques mais rapidamente na rua. O exercício é bem simples.

 

Dê um leve toque na guia, mostre um petisco e deixe que ele se aproxime para pegar. Repetir esse exercício fará seu cachorro entender que a cada toque ele deve olhar para você e retomar o foco no passeio.

 

6. Não desista

 

Eu sei que você deve estar pensando que entendeu tudo, mas eu preciso te dar um alerta. É nesses momentos que a maioria dos donos se frustra e acaba desistindo.

 

Passear com um cachorro tem a ver com aproveitar o momento e trocar energia. Os melhores donos aprendem a passear com seus cães até que eles dois se tornam um.

 

Essa é sua missão. Então aproveite, vá com calma, e lembre-se de parar e curtir o momento.

 

Essas foram dicas básicas de como começar os passeios com a coleira Martingale. A internet está cheia de informação e você não terá dificuldades em encontrar respostas para suas dúvidas (experimente o Instagram @estiloruffruff).

 

E se precisar, lembre que você sempre pode contar com nosso suporte.

 

Eu desejo toda sorte do mundo nessa jornada, e que em breve você possa curtir de verdade os passeios com seu cão.